Pouco mais de R$ 5,5 milhões do total de R$ 92 milhões vindos do governo federal foram liberados até agora para a execução da obra do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da Habitação no bairro Guarituba, em Piraquara, cujo lançamento foi feito pelo presidente Lula em 2007.

O programa está na fase de execução, mas do projeto inicial que prevê 803 casas, somente 18 sobrados já foram erguidos e outros 50 estão começando a ser levantados. A previsão é que em março 150 casas estejam prontas.

Em reportagem domingo passado em O Estado, o prefeito de Piraquara, Gabriel Jorge Samaha, o Gabão, criticou o trâmite para liberação de recursos na Caixa Econômica Federal (CEF), que estaria demorando. Durante a semana, a CEF se manifestou, ao comentar que não existem problemas ou demora da instituição para liberar a verba.

“Seguimos normas do Ministério das Cidades para que se avance o contrato. No momento em que a Cohapar pedir a liberação dos recursos, a CEF faz a verificação da obra e libera o recurso”, disse o superintendente regional da CEF, Jorge Kalache Filho.

Segundo a CEF, o projeto do Guarituba é complexo e exige análise criteriosa. Com base no cronograma físico-financeiro feito pela Cohapar, que discrimina o que será feito em cada fase, a CEF faz a inspeção, constata o que foi feito, quanto foi gasto e, se estiver tudo certo, libera o recurso. Tudo isso andou dentro dos conformes até agora, de acordo com a CEF.