Embalada pelos últimos resultados das pesquisas eleitorais divulgadas, a campanha de Osmar Dias (PDT) anunciou grande mobilização hoje.

A ideia é fazer uma carreata simultânea nos 399 municípios do Estado, que está sendo chamada de a “carreata da vitória”.

A coligação de Osmar, A União Faz um Novo Amanhã, está convocando militantes a se mexerem, com buzinaço, bandeirada e adesivaço. A estratégia deve se repetir nos dois próximos sábados, dias 26 e 2.

Marcadas para as 10h, as carreatas são orientadas para acabar perto do meio-dia, em locais de grande concentração de público. A orientação é para atrair adeptos e votos para a chapa completa, com adesivos que estampem os quatro candidatos da coligação: Osmar (governo); Dilma (Presidência); Requião e Gleisi (Senado).

A agenda de Osmar para este sábado ainda não inclui em qual cidade o candidato estará para a primeira carreata. Normalmente, os candidatos ao Senado acompanham Osmar nos eventos pelo Paraná.

Na reta final, a coligação quer aproveitar o bom momento de Osmar. “Carreatas entusiasmam, põem a militância na rua e a gente tem que manter esse clima excepcional e favorável de otimismo”, afirma o coordenador da campanha, o ex-governador Mario Pereira.

Para ele, é preciso continuar com a mobilização. “Nossa coligação é forte, poderosa, que custou a deslanchar. Até essa máquina pesada dos partidos começar a se movimentar, demorou. Agora a coisa pegou fogo”, diz ele.

Na região de Curitiba, a coligação estuda interligar as carreatas da capital com outras da Região Metropolitana. “O importante é que a atividade de campanha proposta foi bem aceita e o movimento será coordenado. É uma forma de retribuir às pessoas que querem participar, uma oportunidade para que o fluxo dessa onda possa emergir”, diz o candidato a vice de Osmar, Rodrigo Rocha Loures.