Na tarde desta sexta-feira (26), o advogado Cid Campelo Filho entrou com um pedido de nulidade da liminar concedida a Eduardo Requião que permite ao irmão do governador reassumir os cargos de de secretário de Estado dos Transportes e superintendente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa).

O recurso tem como base o fax com a liminar enviada para o advogado de Eduardo Requião, Sérgio Botto de Lacerda. A data de envio mostra que o documento foi recebido no dia 23 de setembro às 18:43, antes de a decisão ser publicada no site do próprio STF.

Campelo alega que houve quebra do princípio da igualdade entre as partes.

Mais informações em breve.