Estratégia é aumentar freqüência
de viagens ao interior do Estado.

Os candidatos ao governo do Estado vão se desdobrar para tentar conquistar os votos dos indecisos nas duas semanas finais da campanha eleitoral deste ano.

O ritmo vai ser acelerado e os roteiros de pelo menos três candidatos – Alvaro Dias (PDT), Roberto Requião (PMDB) e Beto Richa (PSDB) – deverão se cruzar até o dia da eleição. Os três decidiram se concentrar, na reta final da campanha, nos maiores cidades do Paraná.

A meta de Alvaro Dias, primeiro colocado nas pesquisas de intenções de votos, é percorrer todos os 399 municípios do Estado até o dia 3 de outubro, quando o senador faz o comício de encerramento da sua campanha, em Londrina. Alvaro ainda tem que ir a cem cidades. Seu cronograma de visitas está atrasado devido ao mau tempo dos últimos dias, que impediu seus deslocamentos aéreos. Da média de cidades visitadas diariamente, ele vai ter que passar a percorrer treze.

Segundo colocado nas pesquisas de intenções de votos, o senador Roberto Requião centraliza suas atividades, na próxima semana, nas 40 principais cidades do Estado. Requião, até agora, visitou todos os pequenos e médios municípios do Estado. Na última semana da campanha, Requião faz um arrastão na Região Metropolitana de Curitiba, onde ele tem 50 comícios agendados na capital e nos municípios vizinhos. O senador vai fazer o seu último comício no dia 1.º, em Curitiba. Mas ele ainda não decidiu se fecha sua campanha na tradicional Boca Maldita ou em algum bairro.

O deputado federal Padre Roque, candidato do PT ao governo, tem uma estratégia diferente. Ele vai continuar nas visitas por várias cidades, mas a militância do partido está sendo convocada a dar visibilidade à campanha nas ruas de Curitiba. Embalados pela liderança de Luis Inacio Lula da Silva na sucessão presidencial, os militantes vão unir esforços em torno das duas candidaturas numa série de carreatas a partir deste domingo. Roque ainda vai contar com o reforço de alguns cabos eleitorais importantes do partido, como o presidente nacional do PT, José Dirceu, com quem o candidato fará comício em Cruzeiro do Oeste. A prefeita de São Paulo, Marta Suplicy, também tem agenda marcada para a próxima semana com Roque em Curitiba. E a ala evangélica da candidatura do petista está anunciando a vinda do pastor americano Jesse Jackson, do Partido Democrata, que chega no dia 29 e participa de atividades do comitê evangélico.

O candidato do PPS, deputado federal Rubens Bueno, dá a largada à reta final da campanha com a “operação-primavera”, um mutirão que busca o apoio voluntário do eleitor indeciso. A estratégia do PPS é promover eventos que dêem maior visibilidade ao candidato, como carreatas e caminhadas. Bueno aposta no baixo índice de rejeição à sua candidatura para ganhar o voto do eleitor.

O candidato do PSDB ao governo, Beto Richa, vai fazer um esforço concentrado entre os dias 24 e 29. Acompanhado do governador Jaime Lerner (PFL), Beto vai percorrer as maiores cidades do Estado e cumprir uma agenda que prevê no mínimo dois comícios por noite. No dia 30, o candidato faz um comício na Vila Nossa Senhora da Luz, em Curitiba, e encerra a campanha no dia 3, na Boca Maldita.