Foto: SECS
Carlos Marés estava na direção do Banco Regional do Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE).

Carlos Marés, procurador de carreira e que estava na direção do Banco Regional do Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), foi nomeado na tarde desta terça-feira (22) pelo governador Roberto Requião como procurador-geral do Estado. Marés ? que foi procurador-geral durante o primeiro mandato de Requião (1991-1994) – substitui Jozélia Nogueira.

?O governador me ligou, me fez o convite. Como integrante da equipe do atual governo, sinto que tenho a obrigação de colaborar assumindo a Procuradoria-Geral do Estado?, ressaltou Carlos Marés, que passou o dia em Porto Alegre em compromissos do BRDE, e retorna a Curitiba ainda na noite desta terça. ?Vou me licenciar da diretoria do banco e logo nesta quarta (23) assumo as funções na Procuradoria?, adiantou.

O desafio mais imediato será dar seqüência às providências que estão sendo tomadas para reverter a decisão judicial que impôs censura prévia à Rádio e Televisão Paraná Educativa. ?Vou verificar como a questão está sendo encaminhada tecnicamente e, com a equipe da Procuradoria, definir as estratégias judiciais para o caso?, explicou o novo procurador-geral.

Carlos Marés disse estar seguro de que vai contar com o respaldo dos procuradores do Estado. ?Os procuradores do Paraná são bons profissionais, reconhecidamente de altíssima competência. São defensores dos interesses do Estado, e o atual governo se pauta pelo interesse público?.