Cerca de 200 policiais federais legislativos estão no entorno do prédio do Congresso Nacional, local que será palco do fim dos protestos em Brasília pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff, contra a corrupção e pela investigação de supostos crimes na Operação Lava Jato.

O clima é tranquilo, assim como na concentração, no Museu da República, e pela Esplanada dos Ministérios. Além da polícia legislativa, policiais militares acompanham a movimentação. A PM, que utiliza ainda um helicóptero, estima que haja 5 mil pessoas na Esplanada.

Os organizadores preveem reunir 25 mil manifestantes. Em frente ao Congresso, um boneco inflável representa o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva estilizado com uma roupa de presidiário e os números 13-171. Além disso, há uma cela de cadeia improvisada com os bonecos de Delúbio Soares, João Vaccari Neto e Nestor Cerveró, dentro, além de Dilma e Lula, fora.