O ex-diretor da área de Internacional da Petrobras Néstor Cerveró chegou na manhã desta quarta-feira, 14, à Superintendência da Polícia Federal de Curitiba, onde ficará preso preventivamente. Cerveró foi detido nesta madrugada, ao desembarcar no Rio de uma viagem a Londres.

Nas próximas horas, Cerveró fará exame de corpo de delito. Ele foi transferido do Rio para Curitiba porque a Justiça Federal no Paraná concentra as ações da Operação Lava Jato, sob o comando do juiz Sérgio Moro.

A Justiça Federal decretou a prisão preventiva do acusado por novos fatos revelados nos autos da Operação Lava Jato. Para a procuradoria, existem “fortes indícios” de que o ex-diretor continue praticando crimes. O ex-diretor, que atuou na área de Internacional da Petrobras entre 2003 e 2008, prestará depoimento ao Ministério Público Federal do Rio nesta quinta-feira.

Cerveró já é réu em uma ação penal na qual é acusado de participar do esquema de desvios da Petrobras. Segundo os investigadores da Operação Lava Jato, que desbaratou o esquema em março do ano passado, o ex-diretor da área Internacional da estatal atuava na cota do PMDB.