Apesar de estar na pauta da Câmara, o Código Florestal dificilmente será votado na próxima semana. Segundo o presidente da Câmara, deputado Marco Maia (PT-RS), o governo não tem interesse em votar a nova legislação.

“É público que há um clima entre o governo e o parlamento ruim”, observou Maia. “É de interesse do parlamento votar o Código o mais rápido possível. Quem tem menos interesse em votar o Código é o governo”, disse o presidente da Câmara.

O governo não quer mexer em nenhum ponto da proposta do Código Florestal aprovada pelo Senado, em dezembro, mas a bancada ruralista insiste em modificar. A expectativa é que na semana que vem a Câmara vote a Lei Geral da Copa.