A coligação do candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, classificou a mudança da perspectiva de rating do Brasil pela agência de risco Moody’s como consequência da política econômica equivocada da presidente e candidata à reeleição pelo PT, Dilma Rousseff.

Em nota distribuída na tarde desta terça-feira, 09, a coligação do presidenciável tucano diz que o rebaixamento da perspectiva confirma a “infeliz deterioração” do quadro econômico brasileiro. As críticas à gestão petista na economia são um dos principais pontos da campanha do presidenciável tucano.

Na nota, a coligação afirma que, para reverter o quadro, o Brasil precisa de um “governo comprometido com a adoção de uma política econômica transparente, com solidez fiscal e decisivo combate à inflação.” Veja a seguir a íntegra da nota:

Segue a íntegra da nota:

“A decisão da agência de classificação de risco Moody’s Investors Service de rebaixar a perspectiva do rating do Brasil para negativa confirma a infeliz deterioração do quadro econômico do nosso país. Mostra que as conquistas econômicas e sociais do Brasil estão em risco por decisões equivocadas da política econômica, com exagerada flexibilização fiscal, que abalaram de maneira significativa a confiança dos investidores. Para reverter esse quadro e devolver o Brasil a um caminho virtuoso, é preciso um governo comprometido com a adoção de uma política econômica transparente, com solidez fiscal e decisivo combate à inflação.

Coligação Muda Brasil”