O decreto que transfere a Autoridade Pública Olímpica (APO) do Ministério do Planejamento para o Ministério do Esporte foi publicado hoje no Diário Oficial da União. A decisão, anunciada ontem, é vista como uma forma de prestigiar o novo ministro, Aldo Rebelo (PC do B-SP).

A APO é um consórcio público formado pelo governo federal, governo do Estado do Rio de Janeiro e Prefeitura do Rio, para coordenar os serviços públicos, a implementação e a entrega de toda a infraestrutura necessária à organização e à realização dos jogos.

Pessoas ligadas ao Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos não gostaram da mudança por achar que a APO ligada a um ministério da equipe econômica ganharia mais credibilidade e autonomia para decidir sobre investimentos.