E os Democratas estão numa encruzilhada. Ontem, em reunião da executiva estadual, a direção e os deputados do DEM resolveram que terão que começar a pensar se vão ficar no palanque do PSDB ao governo do Estado ou se aliam à candidatura do senador Osmar Dias (PDT).

O partido está dividido. Enquanto o presidente estadual, Abelardo Lupion, não esconde sua opção por Osmar, o presidente da Assembleia Legislativa, Nelson Justus, expõe suas preferências por um acordo com os tucanos. Os Democratas combinaram de definir, logo, uma posição única. “Estava cada um falando por si e concordamos que temos de afinar a banda”, disse Justus.