O presidente do Centro de Debates, Estudos e Pesquisas (Cedepe), do Tribunal de Alçada do Paraná, Ronald Schulman, prestou ontem à tarde, em Curitiba, uma homenagem à ministra Denise Martins Arruda, do Superior Tribunal de Justiça (STJ). A homenagem foi feita no encerramento do ciclo de palestras, que leva o seu nome, promovido pela entidade há cinco semanas na capital. O encontro reuniu juristas, advogados e centenas de pessoas ligadas ao setor.

A homenagem feita a Denise Arruda ocorreu logo em seguida à palestra de outra ministra do Superior Tribunal de Justiça, Eliana Calmon, a primeira mulher a integrar a Corte, que falou sobre o tema “Contribuição Sindical Rural”. Além do presidente do Tribunal de Alçada, Josué Deininger Duarte Medeiros, vários desembargadores e juízes prestigiram a homenagem. Mais de 150 pessoas estiveram presentes no evento. Pela manhã, o professor e doutor Donaldo Armelin, da PUC/SP, dentro do ciclo de debates, havia feita a palestra “Terceiros na Execução”, também com a presença maciça de público. A ministra Eliane Calmon, em sua conferência, questionou a contribuição sindical obrigatória e disse que o próprio movimento sindical não foi capaz de responder aos problemas brasileiros e aos avanços da legislação.