O deputado federal do Paraná Diego Garcia (Podemos) pediu desculpas públicas ao também deputado federal Paulo Teixeira (PT-SP) em sessão do Conselho de Ética da Câmara desta quarta-feira (22). Em julho, o conselho instaurou processo contra Garcia por ele ter agredido Teixeira, no dia 18 de maio, durante reunião da comissão especial que analisava o projeto da maconha medicinal, presidida pelo parlamentar petista.

+ Leia também: Amortecedor estourado causa transferência de PM em Guaraqueçaba e revolta população

A confusão começou depois que Teixeira realizou votação simbólica em um requerimento de adiamento de discussão apresentado por Garcia, vice-líder do bloco de partidos de apoio ao governo de Jair Bolsonaro na Câmara. Garcia empurrou o laptop do petista e deu um empurrão no próprio presidente da comissão na sequência.

​”Me sinto envergonhado de estar do outro lado e eu faço aqui um pedido de desculpas a todos os parlamentares que são membros desse conselho e aos quais eu respeito muito”, afirmou Garcia.

Ele seguiu dizendo que enviou um pedido de desculpas formal aos membros da comissão e ao deputado petista. “Faço publicamente agora o pedido de desculpas ao deputado Paulo Teixeira por essa atitude que não corresponde com o meu dia a dia aqui dentro da Câmara.”

+ Viu essa? Comum no Paraná, banana-da-terra na verdade não é banana. Entenda!

“Peço aos colegas que aceitem esse meu pedido, ao deputado Paulo Teixeira, ao Partido dos Trabalhadores, para que essa representação não tenha prosseguimento”, disse ainda.