O deputado federal Domingos Sávio foi eleito no último sábado, 13, presidente do PSDB em Minas Gerais. O tucano foi escolhido por unanimidade, com votos de todos os 427 delegados presentes. O presidente nacional do PSDB, Aécio Neves, e o senador Antônio Anastasia compareceram à convenção que elegeu Domingos Sávio, cujo mandato dura até 2017.

No início do ano, o novo presidente do PSDB mineiro foi notícia ao ser acionado judicialmente por Fábio Luiz da Silva, filho do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O tucano disse que Lulinha era “um dos homens mais ricos do Brasil”. “O homem está comprando fazendas de milhares e milhares de hectares, é toda semana. (…) Rico, fruto da roubalheira que virou este País”, disse o deputado a um programa de rádio. Na interpelação, Lulinha alegou que as afirmações são “ataques à honra” que vêm “ferindo sua reputação e prejudicando sua imagem”.

Domingos Sávio é formado em Medicina Veterinária pela UFMG, foi vereador e Prefeito de Divinópolis, no Centro-Oeste do Estado. O novo presidente do PSDB está em seu segundo mandato como deputado federal.

Convenção

A convenção tucana foi marcada por críticas ao governo do petista Fernando Pimentel, que no início de seu mandato lançou uma ofensiva contra as gestões do PSDB no Estado e o choque de gestão, marca de Aécio e Anastasia. “Um governo que se elege e, talvez assustado com a grandiosidade da obra do PSDB, preferiu até agora olhar no retrovisor, preferiu até agora apenas fazer críticas e não iniciou ainda o seu governo”, criticou Aécio, segundo o site oficial do PSDB.

Domingos Sávio assume o lugar de Marcus Pestana, presidente do PSDB no Estado desde 2011. O primeiro vice-presidente será o deputado Paulo Abi-Ackel e o segundo, Danilo de Castro. Candidato derrotado por Pimentel na disputa pelo governo de Minas, Pimenta da Veiga foi reconduzido à presidência da seção estadual do Instituto Teotônio Vilela.