Os deputados estaduais mantiveram, na sessão de ontem da Assembleia Legislativa, o veto parcial do governador Beto Richa ao projeto que normatiza o Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) para 2012.

Por 28 votos a 13, foi derrubada a emenda do deputado Nelson Luersen (PDT) que permitiria o pagamento do IPVA com vencimento segundo o final da placa do veículo.

O Executivo alegou que o veto era necessário porque a emenda contrariava o interesse público e traria “injustiça e desigualdade aos contribuintes do IPVA, beneficiando os proprietários de veículos cujas placas terminem em número mais alto”. O líder do governo, deputado Ademar Traiano (PSDB), argumentou que esse parcelamento traria também prejuízos ao governo.

Luersen voltou a explicar, ontem, que a proposta era de interesse social e resultado de diversas solicitações recebidas dos cidadãos que, no início do ano, se deparam com uma série de outras despesas. Ele admitiu que sua emenda se torna praticamente “inócua” neste momento, pois muitos paranaenses já pagaram o IPVA.