O diretor-geral do DER, Rogério Tizzot, apresentou ontem a entidades, federações rodoviárias e órgãos de engenharia a proposta de redução de tarifa em até 62% que o governo do Estado encaminhou às concessionárias de pedágio. Tizzot afirmou que os estudos para a implantação de um pedágio de manutenção na PR-323, entre Maringá e Francisco Alves, em uma extensão de 160 quilômetros, já estão sendo iniciados. “Os técnicos do DER estão evoluindo nos estudos e acreditamos que ano que vem estaremos implantando o pedágio de manutenção nesse trecho.”

A idéia, explicou, é implantar o pedágio de manutenção na PR-323, entre Maringá e Francisco Alves, numa extensão de 218 km. “Para manter a estrada, a tarifa seria de R$ 2,00 (carros de passeio) e R$ 1,25 por eixo de caminhões, em duas praças no trecho”, calculou.