Na primeira entrevista que concedeu à TV Record depois de ter sido eleita a primeira mulher a dirigir o País, Dilma Rousseff (PT) disse, na noite de hoje, que vai cuidar do povo brasileiro e destacou a emoção que sentiu ao receber a notícia de sua vitória. “Eu chorei, a gente chora às vezes para dentro e um pouco para fora. Eu chorei para os dois lados”, disse ela, na entrevista.

Dilma citou também a conversa que teve hoje com chefes de Estado que ligaram para cumprimentá-la. A petista eleita contou que conversou com os presidentes dos Estados Unidos, Barack Obama; da França, Nicolas Sarkozy; do México, Felipe Calderón; do Chile, Sebastián Piñera, e de San Salvador, Maurício Funes.

Ela também destacar sobre a importância do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e voltou a falar sobre liberdade de imprensa. “Eu prefiro as vozes críticas do que o silêncio das ditaduras”, reiterou. Dilma Rousseff afirmou, ainda, a força da mulher e, emocionada, lembrou de sua trajetória até alcançar a vitória nas urnas.