Em nota divulgada nesta quinta-feira, 06, pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, a presidente Dilma Rousseff lamentou a morte do deputado federal Sérgio Guerra (PSDB-PE), que faleceu nesta manhã no hospital Sírio Libanês em São Paulo.

“Foi com pesar que tomei conhecimento da morte do deputado federal Sérgio Guerra. Aos amigos e familiares, solidarizo-me neste momento de dor”, diz a nota da presidente.

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, também lamentou a morte de Guerra. “Uma grande perda”, disse, ao conversar com a imprensa em evento na capital paulista.

Alckmin lembrou que Guerra coordenou sua campanha à Presidência da República nas eleições de 2006. “Viajamos o Brasil inteiro”, contou.

O governador descreveu o colega de partido como um homem com espírito público, extremamente dedicado, sério e generoso. “Vai fazer muita falta”, afirmou. “Ficam nosso carinho, nossas orações, nossa solidariedade à sua família e aos seus filhos.”

O ex-presidente do PSDB estava internado há 15 dias no hospital Sírio Libanês, onde se tratava de um câncer. Segundo a assessoria da legenda, o estado de saúde de Guerra se agravou nos últimos dias em razão de uma pneumonia.

De acordo com a assessoria de imprensa do PSDB nacional, o corpo de Guerra será velado em Recife, ainda sem data prevista.