A presidente Dilma Rousseff disse, nesta manhã de segunda-feira, 7, na sua conta oficial no Twitter que o Itamaraty vai exigir explicações do Canadá, envolvido nas mais recentes denúncias de espionagem da Agência Nacional de Segurança (NSA) dos Estados Unidos no Ministério de Minas e Energia.

Dilma disse ainda que determinou que o ministro da pasta, Edison Lobão, faça uma rigorosa avaliação do sistema de proteção de dados e reforce a segurança. “A espionagem atenta contra a soberania das nações e a privacidade das pessoas e das empresas”, criticou a presidente.