O prefeito de Curitiba, Luciano Ducci (PSB), anunciou ontem novas alterações em seu secretariado. Ao todo, foram mais quatro mudanças nos responsáveis por algumas pastas e duas alterações no nome das secretarias.

“Houve uma recomposição e a adoção de novas nomenclaturas sem, entretanto, a criação de nenhum novo cargo”, destaca Ducci. O novo chefe de Gabinete do prefeito é José Antônio Andreguetto, que ocupava o cargo de secretário municipal do Meio Ambiente desde março de 2006.

Funcionário público estadual desde 1973, Andreguetto foi presidente do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), de 1995 a 2000, e secretário estadual do Meio Ambiente, de 2000 a 2002.

A vaga de Andreguetto será ocupada agora por Marilza do Carmo Oliveira Dias, secretária-executiva do Consórcio Intermunicipal Para Gestão de Resíduos Sólidos, cuja implantação continua barrada por causa de brigas judiciais. Marilza é funcionária de carreira da Secretaria de Meio Ambiente do município desde 1988.

O jornalista David Campos, funcionário de carreira do município desde 1993, deixa a chefia de Gabinete do prefeito para assumir em definitivo a Secretaria Municipal da Comunicação Social, função que estava acumulando interinamente desde o início do ano.

A Assessoria de Projetos Especiais, antes sob responsabilidade de Maurício Eduardo Sá de Ferrante, que assume agora um cargo no Porto de Paranaguá, passa a chamar-se Secretaria Extraordinária de Relações Institucionais.

O secretário que vai responder pela pasta é Hélio Renato Wirbiski. A Assessoria Especial de Relações Institucionais, sob responsabilidade de Luiz de Carvalho, passa a chamar-se Secretaria Especial da Copa, com vistas em obras e adequações para o Mundial de 2014, no qual Curitiba será uma das cidades-sede.

Ducci está recompondo sua equipe desde dezembro do ano passado, quando muitos de seus secretários e também funcionários de segundo escalão migraram para a administração estadual, com a convocação do governador Beto Richa (PSDB).

Ainda no fim do ano mudaram, por exemplo, os secretários municipais de Educação, Defesa Social, Antidrogas, Recursos Humanos e Assuntos Metropolitanos, além da presidência da Fundação Cultural de Curitiba.

Ducci destacou que foi, então, dada preferência para profissionais que já integravam o quadro técnico da prefeitura. Além da mudança de nomes, o prefeito aproveitou para fazer algumas adequações na estrutura das secretarias do município.