O presidente do Conselho de Ética do Senado, Paulo Duque (PMDB-RJ), disse à Agência Estado que pretende deixar registrado “para os políticos e historiadores” o “alto nível” do seu trabalho de avaliação das representações e denúncias apresentadas contra o presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP), e dos recursos contrários ao arquivamento dessas ações. O registro, segundo Duque, será feito em um livro que ele deverá publicar pela Gráfico do Senado.

“Vou mandar publicar um livro com todos os meus despachos, para que políticos e historiadores possam, no futuro, ver como fiz um trabalho sério e de alto nível”, disse Duque. O diálogo dele com a reportagem foi o seguinte:

– Pergunta: Isso é sério, senador?

– Resposta: Sim, é sério. O livro vai ficar exposto, igual a esses aí – respondeu, apontando para estantes onde estão expostas obras impressas pela gráfica do Senado.

– Pergunta: Então, o trabalho do senhor foi cuidadoso?

– Resposta: Sim. Não foi nada feito por cima das pernas.