O governador de Pernambuco e presidente nacional do PSB, Eduardo Campos, não confirmou e também não desmentiu a notícia publicada em jornais do Rio de Janeiro e de São Paulo de que teria assumido sua candidatura à Presidência da República em uma conversa com o governador do Ceará, Cid Gomes, em um encontro na última segunda-feira (09), em Recife (PE).

“Nós conversamos sobre todas as possibilidades do quadro político. Temos clareza de que não há como tomar uma decisão neste momento”, afirmou. “Os elementos não estão sendo suficientes para uma tomada de decisão”.

O governador reiterou o consenso do PSB, de que a decisão acerca de uma candidatura presidencial própria só deve ser tomada em 2014. “Até lá não tem nenhuma novidade” confirmou.

Segundo Campos, a conversa ocorreu na sua casa, em meio a um jantar e durou cinco horas. Do encontro também participaram o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, o presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, deputado José Albuquerque, o senador Rodrigo Rollemberg (DF) e o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra. “Analisamos (ele e Cid) o cenário político, pensando alto, colocando dúvidas”.