O presidenciável Eduardo Campos (PSB), governador de Pernambuco, Estado natal de Sérgio Guerra, expressou condolências pela morte do ex-presidente do PSDB. Campos se solidarizou com familiares e amigos “deste pernambucano que lutou todos esses anos para a construção de um Pernambuco melhor e de um Brasil mais justo.”

No comunicado divulgado por sua assessoria, Campos fala ainda da amizade de Guerra com seu avô Miguel Arraes, “que tinha nele um amigo e um aliado de todas as horas”.

O governador falou também de sua relação com o ex-presidente do PSDB, de quem foi colega de secretariado e de parlamento: “Mais próximos em determinadas situações, mais afastados em outras, mas sempre mantendo a capacidade do diálogo e o desejo do entendimento que constrói dias melhores para o país e para o nosso povo”.