O DEM aprovou nesta tarde a coligação do partido com o PSDB na campanha de José Serra à Presidência da República. O vice-presidente do DEM, deputado ACM Neto (BA), conduziu a reunião e anunciou o resultado aprovado por aclamação. O presidente da legenda, deputado Rodrigo Maia (RJ), e o candidato José Serra embarcaram em São Paulo a caminho de Brasília por volta das 15h30 e só devem chegar à convenção por volta das 17h.

Os dois estavam reunidos em São Paulo, discutindo até o início da tarde a substituição do nome do senador Alvaro Dias (PSDB-PR) para o cargo de vice na chapa de Serra. No lugar dele, o DEM indicou o deputado federal Indio da Costa (DEM-RJ). O nome dele também foi aprovado pela convenção do partido.

O presidente de honra do DEM, Jorge Bornhausen, disse que Indio da Costa é um jovem preparado e lembrou que ele tem, na sua trajetória política, história como subprefeito de Copacabana, vereador por três mandatos no Rio, secretário de Estado no governo César Maia, e mais recentemente foi relator do projeto Ficha Limpa na Câmara dos Deputados.

Ficha

O vice de José Serra começou na vida pública em 1993, na equipe do então prefeito César Maia. Está em seu quarto mandato parlamentar e foi eleito deputado federal em 2006 com 91,5 mil votos. Antes disso, foi vereador por três mandatos.

Antonio Pedro de Siqueira Indio da Costa, carioca de 39 anos, é advogado, especialista em Políticas Públicas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). É autor de dois livros sobre gestão pública, Administração Pública no Século XXI (2007) e A Reforma do Poder (2003).

Na Câmara dos Deputados, é membro da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), da Comissão de Defesa do Consumidor e da Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática. Em quatro anos de mandato apresentou 25 projetos de lei, na área da transparência do poder público, direito do consumidor, econômica e penal.

Como vereador no Rio, foi coautor da política de turismo da cidade do Rio de Janeiro. Atuou como secretário municipal de Administração (2001-2006), administrador do Parque do Flamengo (1993/94) e administrador regional de Copacabana/Leme.