Luciano Hang, 58, dono da rede de lojas Havan, recebeu alta na noite de quarta-feira (20) após passar alguns dias internado na unidade Dubai do Hospital Sancta Maggiore, no Morumbi. Ele recebeu diagnóstico de covid-19 e precisou passar por tratamento médico.

Hang anunciou a alta nas redes sociais e aproveitou para agradecer aos profissionais que o atenderam. Além dele, a mulher, Andrea Hang, e a mãe, Regina Modesti Hang, 82, foram internadas por causa da covid-19. A mãe continua no hospital. Os três filhos do casal também foram contaminados, mas sem necessidade de internação.

LEIA MAIS – Dono da Havan, Luciano Hang testa positivo para covid-19 e está internado

Um dos mais conhecidos expoentes do bolsonarismo, o empresário de Santa Catarina divulga o uso da hidroxicloroquina e da ivermectina como “tratamento precoce” ao coronavírus. “A vida é uma só e temos que lutar com todas as forças para preservá-la. Prefiro pecar pelo excesso do que errar sem ao menos tentar”, disse ao sair do hospital.

Hang agradeceu às pessoas que mandaram mensagens e disse ter ficado emocionado. Ele pediu que rezem pela recuperação de sua mãe, que está na UTI do hospital.

Diagnóstico positivo

Mais cedo, em uma live ainda no hospital, o empresário afirmou que enfrenta o “problema” desde o dia 27 de dezembro, quando a mãe apresentou um quadro febril. Ela recebeu o diagnóstico para a covid-19 no dia seguinte e foi internada com 95% dos pulmões afetados.

LEIA AINDA – Bolsonaro tenta falar com Xi Jinping para liberar insumos chineses de vacinas

Há dez dias ele fez exames e soube que também estava contaminado, assim como a mulher. Hang estava no hospital, acompanhando a mãe, quando recebeu o diagnóstico.

Na live, o empresário disse ser a favor da vacina contra o coronavírus e criticou a politização da imunização. Ele voltou a defender o tratamento precoce sem comprovação científica. “Sou adepto, faço e procurei um hospital que atendia o que eu pregava e acho que é certo”, afirmou.

No dia 9 de janeiro, Hang compartilhou uma cartilha sobre o tratamento precoce contra a covid-19 que defende e diz ser recomendada por médicos, mas sem citar quais seriam os profissionais.

O tratamento inclui o uso de ivermectina, hidroxicloroquina e azitromicina associado à prática de atividade física, boa alimentação com vitaminas C e D, além de zinco.