O Ministério da Defesa informou hoje, em nota, que a francesa Dassault, a norte-americana Boeing e a sueca SAAB terão até o próximo dia 21 de setembro para formalizar junto à Força Aérea Brasileira (FAB) uma nova proposta comercial para os caças Rafale, F-18 e Gripen.

O governo espera que a nova proposta da Dassault, de acordo com informações da Defesa, seja “compatível com os parâmetros referidos pelo presidente francês Nicolas Sarkozy”, durante encontro com o presidente Lula, no início da semana.

Nesta mesma data de 21 de setembro, o governo espera que a Boeing e SAAB apresentem eventuais propostas que busquem equiparar-se à proposta francesa entregue por Sarkozy a Lula.

Ainda de acordo com informações do Ministério da Defesa, a expectativa da FAB é concluir o processo de análise técnica até o fim de outubro, para que as informações sejam entregues ao ministro da Defesa, Nelson Jobim, que as conduzirá ao presidente da República. A Defesa reitera ainda que caberá ao presidente fazer a análise política e estratégica e tomar a decisão final.