O deputado estadual Flávio Bolsonaro (PP) era um dos poucos políticos presentes à manifestação na praia de Copacabana na manhã deste domingo. Ele disse que seu pai, o deputado federal Jair Bolsonaro, do mesmo partido, não foi ao protesto porque preferiu prestigiar a manifestação de hoje à tarde em Fortaleza. Jair Bolsonaro foi uma figura de destaque na manifestação de 15 de março contra Dilma, atraindo pedidos de fotos e palavras de apoio.

“Estou aqui sendo coerente com a minha história, contra o governo mais corrupto da história do País. Meu pai foi para o Nordeste mesmo tendo recebido convites para a as manifestações do Rio e de São Paulo. Ele já é conhecido nacionalmente”, declarou.

O protesto se concentra entre os postos cinco e quatro da praia e reúne milhares de pessoas sob sol forte. Além do grupo que caminhou do posto cinco em direção ao Leme (no início da praia), há também pessoas que saíram da direção contrária.

Entre as palavras de ordem ditas do alto do carro de som estão ataques ao PT e a outros partidos da base aliada, como PMDB, ou não, como PSOL E PSTU. Há ainda questionamentos sobre a validade das últimas eleições presidenciais, vencidas por Dilma Rousseff.