O deputado estadual Fernando Ribas Carli Filho (PSB) renunciou ao cargo na tarde desta sexta-feira (29). Seu advogado, Roberto Brzezinski, entregou o documento de renúncia ao presidente da Assembléia, deputado Nelson Justus.

Terminava nesta sexta-feira o prazo para o deputado apresentar sua defesa à Corregedoria Geral da Assembléia na sindicância aberta no dia 18 de maio, que propunha sua cassação por quebra de decoro parlamentar por dirigir com a carteira de motorista suspensa.

No ofício ao presidente Nelson Justus, Carli Filho comunica:

“Sr. Deputado Nelson Justus, digníssimo presidente da Assembléia Legislativa do Paraná e Colenda Assembléia Legislativa, renuncio perante Vossa Excelência ao mandato que o povo paranaense me outorgou nas eleições de 2006 e nas quais tive a honrosa escolha de ser o parlamentar mais jovem da atual legislatura.”

Carli Filho ainda afirma que seu envolvimento no acidente, que matou Gilmar Rafael Yared e Carlos Murilo Almeida, foi uma “trágica surpresa”. E conclui que aguardará “sem prerrogativas funcionais ou privilégios de qualquer ordem para receber, como cidadão comum, a sentença que as circunstâncias do fato e a sensibilidade da Justiça determinarem”.

Com a renúncia, Carli Filho perde a imunidade parlamentar e passa a responder ao processo pelo acidente na justiça comum. O advogado da família Yared, Elias Mattar Assad, afirmou, em entrevista a Rádio CBN, que a decisão do deputado foi acertada. “Com essa decisão, o deputado poupa a Assembléia Legislativa do Paraná de um desgaste de meses de processo”.

A decisão da renúncia não foi considerada uma surpresa pelo advogado, que lembra as vantagens políticas obtidas pela atitude. “Ele acaba de afastar o perigo da inelegibilidade. Se fosse cassado, seria passível de pena que inibe seus direitos políticos no futuro”, afirmou.

A família Yared confirmou que o ato marcado para as 10h30 desta sábado (30), na Boca Maldita, em Curitiba, está mantido.

Confira abaixo o ofício enviado ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado Nelson Justus:

Mais informações na edição deste sábado dos jornais O Estado do Paraná e Tribuna do Paraná.