Zeca foi recebido ontem pelo
ex-governador Paulo Pimentel.

Filho de José Dirceu, presidente nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), com apenas 23 anos de idade José Carlos Becker de Oliveira e Silva, o Zeca, está se candidatando pela primeira vez a deputado federal pelo Paraná, e tem como foco principal a região Noroeste do Estado. Sua pré-candidatura foi lançada no último sábado, e oficializada na convenção do final de semana, em Curitiba.

Em 2000 Zeca foi o candidato do PT a vereador mais votado em Cruzeiro do Oeste, mas não foi eleito pelo coeficiente eleitoral. Em 2001 assumiu a Secretaria da Indústria e Comércio do município. Além disso foi eleito vice-presidente do Conselho de Acompanhamento do Fundef, e presidente do Diretório Municipal do PT.

Apesar da pouca idade, ele afirma estar preparado para representar o Paraná no Congresso Nacional. “O meu trabalho, sempre pautado na ética e na transparência, me credenciou a sair candidato. Além disso a expressão nacional do meu pai também irá ajudar a ampliar o leque em todo o Estado”. No entanto ele não pretende dirigir seu discurso apenas aos jovens. “Sou um candidato jovem, que trago novidade e renovação, mas que já tenho uma importante participação na política, além da tradição do meu pai”, explica.

Zeca lembra que José Dirceu também começou ainda jovem. “Ele participou de movimentos estudantis, viveu na época da ditadura clandestinamente no Paraná, e articulou a fundação do PT, há mais de vinte anos”. Pelo tempo em que viveu aqui, ele afirma que seu pai tem um grande carinho pelo Estado. “De 74 até 82 ele viveu em Cruzeiro do Oeste, mas ninguém da família sabia onde ele estava, pensavam que estava exilado. Durante este período ele foi bem acolhido pelos paranaenses”, garante.

Devido à militância do pai, Zeca não teve como fugir do objetivo de ser político. “Eu cresci no meio da política. Quando ia para São Paulo com meu pai, participava das reuniões do diretório. Nas campanhas do Lula eu estava junto, no palanque”, relembra. Mas ele faz questão de destacar que independente disso, tem vocação para a política. “Eu não sou só o filho do José Dirceu. Tenho uma grande satisfação de fazer parte da história dele, mas também tenho meu trabalho”, disse.