O governador de São Paulo, Alberto Goldman (PSDB), esteve no início da tarde de hoje no velório do senador Romeu Tuma (PTB-SP), que prossegue desde a noite de ontem na Assembleia Legislativa de São Paulo. “Tuma sempre esteve disponível para lutar pelas demandas do Estado. Ele fez uma diferença muito grande por São Paulo e nunca se omitiu”, disse o governador. O tucano cumprimentou os familiares e amigos mais próximos do ex-delegado.

Ao longo do dia, também estiveram no velório o senador recém-eleito Aloysio Nunes (PSDB-SP), o ex-governador de São Paulo Luiz Antônio Fleury Filho, o ex-ministro Adib Jatene e o vereador Netinho de Paula (PCdoB-SP).

Um dos momentos de mais emoção foi a chegada da sogra de Tuma, Vitória, de 97 anos, mãe da viúva Zilda. Ela chorou muito, assim como o restante dos familiares. Integrantes da Igreja Ortodoxa realizaram um culto em homenagem ao senador. Tuma era católico praticante, mas a sua família é de tradição ortodoxa.