O Ministério da Fazenda informou que o ministro Joaquim Levy receberá, na manhã desta terça-feira, 10, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). O encontro está marcado para as 11 horas. Conforme antecipou na segunda-feira, 9, o Broadcast, serviço em tempo real da Agência Estado, Levy foi destacado pela presidente Dilma Rousseff para ajudar na reaproximação do Palácio do Planalto com Calheiros.

Incluído oficialmente na lista de investigados da Operação Lava Jato, o presidente do Senado definiu como estratégia atacar o Planalto, a quem acusa de influenciar o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, de abrir inquérito contra ele pelos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.

O Planalto destacou também os peemedebistas Eduardo Braga, ministro de Minas e Energia, e o vice-presidente da República, Michel Temer, para dialogar com Calheiros e o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que ampliou a artilharia contra o governo depois de também ter seu nome na lista de investigados.

Na nova versão da agenda de Levy para hoje há ainda vários outros eventos: reunião com o economista Raul Velloso, ao meio-dia; encontro com alunos de mestrado da George Washington University, às 15 horas; reunião com o presidente do Conselho de Administração da Latam, Maurício Rolim Amaro, às 16h30; café de encerramento da comemoração dos 29 anos da Secretaria do Tesouro Nacional; às 17 horas; e reunião com o ministro da Micro e Pequena Empresa, Afif Domingos, às 18h30.