O governo do Paraná não irá aguardar a decisão final do Judiciário, que suspendeu, liminarmente, a licitação por credenciamento de emissoras de TV para veicular a propaganda institucional e deve publicar, ainda nesta semana, edital para a contratação de agência de publicidade para administrar os R$ 53 milhões que pretende gastar em comunicação até o final do ano.

A modalidade de credenciamento, lançada pelo governador Roberto Requião (PMDB) pretendia dispensar os serviços das agências, mas foi questionada e suspensa na Justiça, por ação dos sindicatos das empresas de publicidade.