Cerca de mil servidores do Poder Judiciário paulista votaram hoje, no centro de São Paulo, pela continuidade da greve que já dura 78 dias. A assembleia teve início às 14 horas na Praça João Mendes e durou cerca de uma hora.

Hoje, o protesto foi pacífico, diferente do ato feito no último dia 7. Segundo a Associação dos Oficiais de Justiça do Estado de São Paulo (Aojesp), os policiais usaram spray de pimenta e balas de borracha para conter a manifestação, no momento em que os servidores abraçariam o Fórum João Mendes como forma de protesto.

A categoria irá realizar outra assembleia na quarta-feira, dia 21, no mesmo local. Os grevistas pedem reposição salarial de 20,16%, além do desconto dos dias parados durante a greve.