O atual governador do Espírito Santo, Paulo Hartung (PMDB) negou hoje que poderá fazer parte do secretariado do seu sucessor, Renato Casagrande (PSB), eleito no último domingo com 82,3% dos votos válidos. Porém, ele deixou aberta a possibilidade de vir a ajudar o aliado nos próximos quatro anos.

“Preciso ser um ex-governador como alguns presidentes dos Estados Unidos, agirei de forma republicana e correta”, disse. “Estarei à disposição do meu Estado, e se a liderança que emergiu das urnas precisar de mim, contará com a minha presença”, afirmou.

Ontem, Casagrande havia dito que não havia negociação no sentido de Hartung fazer parte de seu secretariado, no entanto, deixou claro que o peemedebista será fundamental no processo de transição do governo.

Hartung é apontado como um dos grandes vitoriosos da eleição de domingo em terras capixabas. Além de eleger seu sucessor, fez os dois senadores – Ricardo Ferraço (PMDB) e Magno Malta (PR) – 19 dos 30 deputados estaduais e nove dos 10 deputados federais capixabas.