O presidente do HSBC Brasil, André Guilherme Brandão, voltou a se esquivar de perguntas dos senadores a respeito da possível saída do banco do País. “Não posso comentar rumores sobre venda do HSBC Brasil. O nosso presidente mundial (o presidente-executivo do HSBC, Stuart Gulliver) afirmou nesta terça-feira, 5, em conferência que o grupo avalia a rentabilidade do banco no Brasil”, limitou-se a responder, em depoimento à CPI do HSBC.

Brandão voltou a argumentar que os rumores da venda do HSBC Brasil se devem a declarações de Gulliver sobre a rentabilidade da subsidiária brasileira. Em fevereiro, Gulliver avaliou que as operações no Brasil e no México teriam resultados abaixo do esperado pelo grupo HSBC.