A diferença entre os principais candidatos ao governo do Paraná – Beto Richa (PSDB) e Osmar Dias (PDT) -, que chegou a 16 pontos porcentuais em pesquisa realizada pelo Ibope e divulgada pela Rede Paranaense de Televisão (RPC) no dia 26 de agosto, diminuiu, em nova sondagem apresentada hoje, para nove pontos porcentuais. A redução da margem coincide com a maior exposição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da candidata à Presidência da República pelo PT, Dilma Rousseff, na campanha de Dias, tanto pela televisão quanto em comício.

Pelos novos números, Richa caiu de 50% das intenções de votos para 47%, enquanto Dias subiu de 34% para 38%. Levando-se em conta apenas os votos válidos, Richa teria 55% das intenções de voto e Dias, 44%. Os candidatos Avanilson Araújo (PSTU), Paulo Salamuni (PV), Robinson de Paula (PRTB) e Amadeu Felipe (PCB) receberam menos de 1% dos votos, enquanto Luiz Felipe Bergmann (PSOL) não foi citado por nenhum dos 1.512 eleitores ouvidos.

Os votos brancos e nulos somaram os mesmos 4% da pesquisa anterior. Os que não souberam responder baixaram de 11% para 10%. A margem de erro é de três pontos porcentuais.

O Ibope também ouviu os eleitores sobre as preferências para o Senado. O ex-governador Roberto Requião (PMDB) manteve os mesmos 50% da pesquisa anterior, Gleisi Hoffmann (PT) passou de 42% para 47%, Gustavo Fruet (PSDB) subiu de 20% para 21% e Ricardo Barros foi de 14% para 15%. Gilberto de Araújo (PCB) e Rubens Hering (PV) tiveram 2% das preferências, enquanto Luiz Piva (PSOL) e Valmor Venturini (PSOL) tiveram 1%.

Sargento Pedroso (PRTB), Sargento Jensen (PRTB), Cláudio Timossi (PSTU) e Irineu Fritz (PTdoB) tiveram menos de 1%. Os votos brancos e nulos foram 9%, enquanto 27% não souberam responder. A pesquisa foi feita entre os dias 6 e 9 e está registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob número 21413/2010 e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o protocolo 29067/2010.