O candidato à reeleição ao governo do Rio, Luiz Fernando Pezão (PMDB), cresceu seis pontos porcentuais em pesquisa do Ibope, divulgada nesta terça-feira pela Rede Globo, e está tecnicamente empatado com o deputado federal Anthony Garotinho (PR), que vinha liderando as pesquisas. Na simulação do segundo turno, Pezão ultrapassa o ex-governador.

Enquanto Pezão passou de 19% para 25% das intenções de voto, Garotinho caiu um ponto porcentual. Tinha 27% na última sondagem; agora tem 26%. O senador Marcelo Crivella (PRB) manteve 17%, o mesmo índice que obteve na sondagem divulgada em 2 de setembro. O senador Lindbergh Farias (PT) caiu de 11% para 9%.

O professor Tarcísio Motta (PSOL) perdeu um ponto porcentual – tem 2% das intenções de voto. Dayse Oliveira (PSTU) e Ney Nunes (PCB) tiveram menos de 1%. Quatorze por cento dos eleitores responderam que votarão em branco ou nulo; 6% não souberam ou não quiseram responder. A margem de erro é de 2 pontos porcentuais.

Na simulação do segundo turno, Pezão teve 40% das intenções de voto e Garotinho 22%. A disputa entre o ex-governador e Marcelo Crivella está tecnicamente empatada – o senador tem 34% das intenções de voto e Garotinho, 33%. Se a eleição fosse decidida entre Garotinho e Lindbergh, o ex-governador venceria – 35% a 30%.

A pesquisa também avaliou a administração de Pezão – 29% consideraram ótima ou boa; 39%, regular; e 19% ruim ou péssima. O Ibope também analisou a rejeição aos candidatos – 39% dos eleitores disseram que nunca votariam em Garotinho; 19% não votariam em Lindbergh; 18%, em Pezão; 15%, em Crivella; 12%, em Ney Nunes; 9%, em Tarcísio Motta; e 8%, em Dayse Oliveira. O Ibope ouviu 1.806 eleitores entre 5 e 8 de setembro. O índice de confiança da pesquisa é de 95%. A sondagem foi registrada sob o número TRE-RJ 00033/2014.