O Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) ampliou o prazo para que o grupo técnico criado para analisar os impactos sofridos nos Projetos de Assentamentos Joana D’Arc I, II e III, em decorrência da construção da Usina Hidrelétrica de Santo Antônio, conclua os trabalhos.

O prazo adicional é de 90 dias. Na decisão, publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira, 9, o Incra cita que o prazo inicialmente previsto acabou sem que os órgãos e entidades envolvidas apresentassem a indicação de seus representantes, inviabilizando a instalação do grupo. Ficou decidido, ainda, incluir nesse debate técnicos do Serviço Geológico do Brasil (CPRM).