O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, acabou de cancelar todos os compromissos que tinha na Suíça, inclusive uma reunião com o procurador-geral Michael Lauber, para retornar ao Brasil. Ele deve desembarcar amanhã em Brasília no fim do dia.

Visivelmente consternado, o procurador não quis falar sobre o acidente de avião que vitimou o ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF). A PGR vai decretar luto oficial. Na cidade suíça de Berna, Janot iria tratar com Lauber da ampliação da Lava Jato para obter mais informações sobre depósitos feitos em bancos suíços.