O ex-ministro José Dirceu disse ao jornal “El País”, que “é uma questão de tempo” para o PT tomar o poder no Brasil. Em viagem pelo país para promover o livro que lançou, escrito enquanto estava preso, o ex-ministro chefe da Casa Civil de Lula descartou participar de um eventual governo de Fernando Haddad mas acredita que o partido voltará a ter o domínio na política visto na década passada.

“Dentro do país é uma questão de tempo pra gente tomar o poder. Aí nós vamos tomar o poder, que é diferente de ganhar uma eleição”, disse ele, quando questionado sobre o que acha da possibilidade de o PT “ganhar mas não levar” as eleições. “Acho improvável que o Brasil caminhará para um desastre total. Na comunidade internacional isso não vai ser aceito”, disse o ex-ministro ao periódico espanhol sobre a possibilidade de um novo golpe militar.

Ao falar sobre o presidenciável do PSL, Jair Bolsonaro, que lidera as pesquisas de intenção de votos nas eleições presidenciais deste ano, Dirceu disse acreditar que ele não será eleito. “Não tem maioria no País para as ideias dele”, avaliou.

Segundo o ex-ministro, “o problema do Bolsonaro é do PSDB e do DEM”, que perderam espaço para o ex-militar no campo da direita. “Eles que não têm alternativa. Nós, sem o Lula (condenado e preso na Lava Jato), temos Ciro (Gomes) e (Fernando) Haddad“, afirmou Dirceu.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Bolsonaro dá entrevista para Datena direto do hospital