O Tribunal de Justiça concedeu novo habeas corpus ao ex-diretor geral da Assembleia, Abib Miguel, o Bibinho, preso desde o dia 24 de abril.

O prende e solta começou no início da noite de terça-feira (4), quando a juíza Lilian Romero concedeu liberdade ao acusado de peculato, formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica pelo desvio de R$ 13 milhões da Assembleia.

Hora depois, já na madrugada de quarta-feira (5), a juíza do plantão judicial Manuela Talão decretou nova prisão preventiva a Bibinho. O Ministério Públicou comunicou que já entrou com novo pedido de prisão preventiva contra o ex-diretor da Assembleia.

Mais informações na edição desta sexta-feira do jornal O Estado do Paraná.