O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (sem partido), disse hoje que recebeu com naturalidade a informação de que o Ministério Público Estadual de São Paulo (MPE-SP) vai investigar o aumento de 62% em seus vencimentos. A remuneração do prefeito subiu, em fevereiro, de R$ 12.384,06 para R$ 20.042,33, graças a um decreto legislativo.

Ele voltou a se comprometer com a doação do valor extra que passará a receber caso seja aprovado um novo aumento proposto pela Câmara Municipal. A iniciativa, apresentada pela Mesa Diretora da Casa, eleva o vencimento do prefeito para R$ 24.117,62.

“Eu mesmo estou propondo junto à Câmara Municipal que ela possa apresentar uma alteração, já que a legislação é a mesma que foi obedecida por meus antecessores”, afirmou na noite de hoje, durante cerimônia de premiação do Destaque Agência Estado Empresas 2011, relativo ao ranking de 2010, elaborado em parceria com a Economática. “Todos sabem que eu defendo o salário de R$ 24 mil e que vou abrir mão desse salário e doá-lo para o Hospital do Câncer – Fundação Antônio Prudente”. De acordo com ele, a intenção de doar o valor adicional é deixar claro que o prefeito não está agindo em causa própria.