A força-tarefa da Operação Lava Jato devolve nesta sexta-feira (18) R$ 204,2 milhões aos cofres da Petrobras. O valor foi desviado da estatal pelo esquema de corrupção investigado e recuperado através dos acordos de colaboração premiada firmados desde 2014.

Segundo o Ministério Público Federal (MPF), os recursos foram devolvidos por 21 colaboradores. Desses, 18 são de colaboração premiada. Outros três são acordos de leniência (espécie de delação de empresas), firmados pela Camargo Corrêa, Setal Óleo e Gás e Carioca Engenharia.

Essa é a terceira maior devolução de recursos para a Petrobras no âmbito da Lava Jato. Cerca de R$ 500 milhões já foram devolvidos aos cofres da estatal desde a deflagração da operação.