O presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a se queixar da imprensa brasileira, em cerimônia de inauguração de um centro esportivo na Rocinha, no Rio de Janeiro. “A imprensa brasileira, por hábito ou por desvio, não gosta de falar em obras inauguradas. Ou seja, coisa boa não interessa, o que interessa é desgraça “, afirmou.

Lula citou uma matéria que questionava a presença da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, ontem, na inauguração de um hospital estadual no Rio. De acordo com Lula, o governador tem o direito de convidar a ministra e a parceria com o governo federal permitiu que o Estado tivesse recursos para investir no hospital.

Lula disse ter aprendido a fazer política na adversidade. “Tenho o casco duro”, afirmou. Segundo ele, uma parte da sociedade “não aceita que um metalúrgico seja presidente da República e que tenha feito mais do que eles”.

Presente ao evento, a ministra Dilma também afirmou que existem recursos do governo federal no custeio do hospital estadual inaugurado ontem. No entanto, ela não deu maiores detalhes sobre a participação federal no projeto. De acordo com a assessoria da ministra, a Casa Civil e o Ministério da Saúde devem divulgar nota à imprensa, ainda hoje, para explicar a parceria.