O presidente Lula (PT) irá ter ao seu lado em Londrina, na próxima segunda-feira, 22, os dois principais personagens da aliança que pretende construir no Paraná para dar sustentação à candidatura da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, à presidência da República.

O senador Osmar Dias (PDT) confirmou ontem, 18, a participação no ato em Londrina, na Sociedade Rural, onde, ao lado do governador Roberto Requião (PMDB), o presidente da República lança o Plano Agrícola Pecuário 2009-2010 e apresenta as diretrizes da política agrícola para a safra.

Osmar foi convidado a integrar a comitiva do presidente Lula e viajar ao seu lado no avião que o trará ao Paraná. Mas o senador ainda não sabe se acompanhará o presidente, já que o ponto de partida ainda não está definido.

O cerimonial do Palácio do Planalto ainda não confirmou se o embarque do presidente será em Brasília ou em São Paulo. A primeira parada de Lula será em Congonhinhas, onde fará o ato simbólico de ligação do consumidor de número 2 milhões do programa “Luz para Todos” em Congonhinhas.

O vice-presidente estadual do PDT, Augustinho Zucchi, disse que a presença de Osmar em Londrina, na segunda-feira, não é parte de nenhuma estratégia para que haja uma aproximação com Requião.

“A cidade é Londrina e o prefeito é do PDT. O presidente vai lançar o Plano Safra para a agricultura que é uma das preocupações do senador. Então, é natural que ele esteja lá. Pode ter sido uma deferência do presidente Lula em fazer isso em Londrina, mas não há nenhum privilégio nisso”, disse.

Em Londrina, Lula apresentará as diretrizes da política agrícola para a safra e outras medidas de estímulo ao cooperativismo. O Governo Federal prevê investimentos de R$ 108 bilhões, dos quais R$ 93 bilhões deverão ser repassados à agricultura comercial e R$ 15 bilhões para a agricultura familiar.

Aniversário

Para reproduzir nas eleições do Paraná, no próximo ano, o mesmo desenho da base aliada, Lula terá que convencer o PMDB e o governador Roberto Requião a aceitarem um acordo com Osmar no estado. Uma composição que também depende da disposição do senador pedetista em se afastar do PSDB e compor com o PT no Estado.

Um dia antes do encontro com o presidente em Londrina, Requião estará rodeado de algumas lideranças do PT em Cruzeiro do Oeste, onde o prefeito Zeca do PT comemora seus 31 anos com uma festa de aniversário.

Lá estarão o seu pai e ex-ministro da Casa Civil José Dirceu que, nos bastidores, é apontado como um dos principais articuladores dos palanques de Dilma Rousseff nos estados.

Também confirmou presença na festa de aniversário o diretor geral da Usina de Itaipu, Jorge Samek, um dos petistas que advogam uma composição entre Requião e Osmar no Paraná para enfrentar os tucanos em 2010.