O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal, concluiu há pouco o seu voto, indeferindo o pedido de habeas corpus do governador licenciado do Distrito Federal, José Roberto Arruda. O ministro considerou que Arruda está envolvido no episódio de obstrução da Justiça e corrupção de testemunhas. “A lei é universal. Assim requer a República e a democracia; assim exige o povo brasileiro”, disse Marco Aurélio.