De olho na disputa pela Prefeitura de São Paulo, em 2016, a senadora Marta Suplicy (sem partido/SP) se aproxima cada vez mais da filiação ao PSB. A ex-petista está em Recife (PE), onde cumpre uma extensa agenda na companhia do presidente nacional da legenda socialista Carlos Siqueira, do governador de Pernambuco Paulo Câmara, do prefeito do Recife Geraldo Julio e de outras lideranças do PSB.

No final da tarde desta quinta-feira, 2, durante a abertura da 16ª edição da Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte) Marta não escondeu o clima de “namoro”. Ao lado da viúva do ex-governador Eduardo Campos (morto em acidente aéreo em 2014), Renata Campos, a senadora afirmou “estar contente e honrada com o PSB que está conhecendo”. Na sexta-feira, 3, haverá um seminário do PSB para discutir questões políticas. A senadora Marta Suplicy vai participar deste encontro.

“Tenho conversado com muitos partidos e isso não é segredo. Mas estou sim muito próxima de chegar a um consenso com o PSB. Tenho me aproximado e convivido de perto com a legenda. E gostei do que tenho visto. Vim aqui para conhecer mais”, destacou. Ainda nesta quinta ela participou do lançamento de um livro em homenagem a Eduardo Campos. Apesar de evitar falar em data de filiação, Carlos Siqueira reconheceu que este processo deverá ser concretizado “em breve”. “Quem tem prazo não tem pressa. Antes do limite legal ela estará filiada”, declarou.

Durante uma breve conversa com a imprensa, Marta comentou a queda de popularidade do governo Dilma Rousseff. “O líder do PT disse bem. Ela está abaixo do volume morto. As pesquisas mostram isso quando medem o baixo desempenho do governo”, destacou, em referência à fala do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticando o partido.

A senadora também criticou a forma como foi aprovada a PEC que estabelece a redução da maioridade penal. Na avaliação da parlamentar, a melhor opção seria a mudança no tempo de internação, com alteração no Estatuto da Criança e Adolescente.

Nesta sexta, a cúpula nacional socialista participa do seminário promovido pela Fundação João Mangabeira, em parceria com as fundações Astrojildo, do PPS e Verde Herbert Daniel, do PV, com o tema: “Desenvolvimento Regional e o Pacto Federativo”. O encontro é aberto para militantes e lideranças políticas socialistas e faz parte de um ciclo de reuniões que já foram realizadas na região Centro-Oeste, Sul e Sudeste do País.

E essa não será a primeira agenda institucional da qual a ex-petista participa. No mês passado ela participou da convenção sobre a maioridade penal promovida pelo diretório nacional da legenda. Integram ainda a comitiva socialista o senador pernambucano Fernando Bezerra Coelho, o vice-presidente de relações governamentais Beto Albuquerque, os governadores do Espírito Santo, Renato Casagrande, e do Distrito Federal, Rodrigo Rolemberg, e o vice-governador de São Paulo e primeiro secretário nacional de finanças do PSB Márcio França.