Foto: Ana Nascimento/Agência Brasil

Ministro Ciro Gomes.

O ministro da Integração Nacional, Ciro Gomes, recebe às 16h desta quarta-feira, em Brasília, uma comitiva de autoridades paranaenses que vão cobrar uma série de medidas para amenizar os efeitos da estiagem no Sudoeste do Estado. O grupo vai levar uma pauta de reivindicações contendo 17 pontos.

Uma destas reivindicações é a criação de um fundo financeiro permanente de socorro às vítimas de estiagens, enchentes e outros fenômenos climáticos danosos à agricultura. "Nós queremos uma posição mais ágil do governo federal diante do problema e o seu compromisso permanente de auxiliar os agricultores. Não podemos mais permitir que os produtores rurais continuem sofrendo permanentemente com este tipo de problema e, todo ano, tenhamos que fazer o mesmo tipo de pedido às autoridades", explica o presidente da AMP (Associação dos Municípios do Paraná) e prefeito de Nova Olímpia, Luiz Sorvos.

O presidente da AMP integra a comitiva e agendou a reunião com o ministro Ciro Gomes. Além dele, participam da audiência a prefeita de Pranchita, Iva Magnani (representando os 42 prefeitos da região) e o representante dos secretários municipais de Agricultura do Sudoeste, Celso Dias.

A preocupação do grupo com o problema deve-se à gravidade das perdas. Segundo a Secretaria Estadual da Agricultura, o Paraná acumula uma perda de em torno de 17,4% da produção agropecuária estimada, principalmente nas culturas de milho e soja. O prejuízo acumulado deve chegar a R$ 1,3 bilhão.