A Promotoria do Patrimônio Público de Ponta Grossa ajuizou ontem quatro ações civis públicas, com pedido de tutela antecipada, contra a Câmara de Vereadores de Ponta Grossa e vários servidores comissionados a fim de exonerá-los do cargo e de exigir a realização de concurso público. A promotora de Justiça Michelle Ribeiro Morrone Fontana pede que a exoneração de 18 servidores em 90 dias.