As propostas de mudança do projeto de orçamento para 2003 apresentadas pela equipe de transição do governador eleito, Roberto Requião (PMDB), somam R$ 45 milhões. Esses recursos terão de ser remanejados pelo relator do orçamento, deputado Durval Amaral (PFL), na proposta formulada pelo governador Jaime Lerner (PFL), para encaixar as propostas de campanha de Requião no orçamento do próximo ano. A previsão de orçamento é de R$ 12,9 bilhões.

Amaral ainda não dispunha, até ontem, de um levantamento sobre as fontes que a equipe de transição do PMDB está propondo cancelar para financiar as cinco medidas consideradas prioritárias pelo governador eleito: criação de frentes de trabalho (R$ 17,9 milhões), distribuição gratuita de leite (R$ 10,3 milhões), subsídios à tarifa de água (R$ 6,1 milhões), projeto Primeiro Emprego (R$ 6,3 milhões) e subsídio às tarifas de energia elétrica (R$ 4,1 milhões).

Além dos projetos do futuro governo, o relator vai fazer um substitutivo geral à proposta de Lerner incluindo cerca de 2,8 mil emendas apresentadas pelos deputados. Amaral pretende apresentar seu substitutivo à Comissão de Orçamento no dia 9. O projeto deve ser votado em plenário no dia seguinte.